» »Unlabelled » Termina sem controle segundo dia de rebelião no Complexo Penitenciário do Curado




Ao fim da noite desta terça-feira (20), a rebelião do Complexo Penitenciário do Curado, localizado na Zona Oeste do Recife, ainda não havia acabado. As últimas horas do segundo dia de motim na instituição - que já soma 44 feridos e três mortos - foram marcadas pelas tentativas do Batalhão de Choque de fazer com que os presos voltassem às celas. Até o início da madrugada desta quarta-feira (21), porém, muitos detentos ainda eram vistos andando sobre o telhado da unidade.
Depois de um dia tenso em que o detento Mário Antônio Silva, 52 anos, foi decapitado por outros presos, muitos tiros, bombas de efeito moral e gritos foram ouvidos das 21h às 23h30. Através das passarelas nos muros da penitenciária, policiais do Batalhão de Choque não conseguiram fazer com que os reeducandos do Presídio Frei Damião e do Presídio ASPE Marcelo Francisco de Araújo (PAMFA) voltassem às celas.
A rebelião no complexo penitenciário foi iniciada na segunda-feira sob a alegação de lentidão da Justiça na análise dos processos. Além do preso decapitado, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos confirmou a morte do policial Carlos Silveira do Carmo, 44, na segunda-feira.
Nesta terça-feira, a Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá, no Grande Recife, também iniciou uma rebelião, que deixou 27 feridos sem risco de morrer, mas foi controlada.



Do JC Online
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem

Postador Paulo Pinto

Aqui você coloca uma descrição do postador exemplo. Oi lá! eu sou um verdadeiro entusiasta Na minha vida pessoal eu gastar tempo com a fotografia, escalada, mergulho e passeios de bicicleta da sujeira.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta