» »Unlabelled » Apenas 28% dos artistas que tocaram no carnaval já foram pagos


Quase dois meses após o fim do Carnaval, a maioria dos artistas que tocaram em eventos promovidos pelo governo do estado ainda aguarda o pagamento do cachê. Em 2015, a festa contou com 576 apresentações culturais, entre shows e cortejos, em 31 cidades de Pernambuco. Desse total, apenas 164 já foram pagos ou estão em previsão de desembolso, ou seja, cerca de 28%.
Os artistas locais são os mais prejudicados. A integrante do grupo Coco de Seu Mané, Marília Vilas Boas, conta que o contrato previa o pagamento 40 dias após os shows. “Fizemos duas apresentações e já levamos toda a documentação necessária e as fotos dos eventos, logo após o fim do carnaval e ainda não recebemos o pagamento”, se queixa. Para ter direito ao cachê, o governo do estado exige que os grupos entreguem documentos como notas fiscais e registros fotográficos como prova de que as apresentações aconteceram.
O vocalista do grupo Coco dos Pretos e integrante do Maracatu Nação Cambinda Estrela, Adriano Carlos, sofre duplamente pelo atraso. “Tocamos em um festival de coco no Mercado da Ribeira e em Bezerros, na sexta-feira de carnaval. Já entregamos todos os documentos e deveríamos ter recebido o cachê na semana passada. Essa é a primeira vez que estamos tendo problemas com o pagamento”, lamenta. 
Em nota, a Secretaria de Cultura de Pernambuco respondeu que 164 processos já foram pagos ou estão em previsão de desembolso. "O restante dos pagamentos segue em ritmo normal", diz a nota. O governo do estado acrescenta ainda que muitos dos processos estão aguardando resolução de pendências dos próprios produtores, como entrega de registros fotográficos e notas fiscais à Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe).   

Esse não é o primeiro problema de atraso relacionado ao governo em relação à cultura. Artistas e produtores que tiveram projetos aprovados no Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura) também enfrentam pagamentos atrasados, dificultando a manutenção das iniciativas. A classe artística realizou ontem (09) um protesto em frente à Secretaria de Cultura e à Fundarpe para cobrar ações do governo. 

Do Diário de Pernambuco

Postador Paulo Pinto

Aqui você coloca uma descrição do postador exemplo. Oi lá! eu sou um verdadeiro entusiasta Na minha vida pessoal eu gastar tempo com a fotografia, escalada, mergulho e passeios de bicicleta da sujeira.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta