» »Unlabelled » Apesar da pressão do Salgueiro, Santa Cruz segura empate sem gols e sai no lucro


Em uma final de Campeonato Pernambucano histórica - por ser centenária e ter, pela primeira vez, uma equipe do interior - Salgueiro e Santa Cruz empataram em 0x0 ontem, no estádio Cornélio de Barros, nos primeiros 90 minutos da decisão. O próximo duelo das equipes será domingo, no Arruda. O jogo foi bem aberto, principalmente no primeiro tempo, mas o Carcará desperdiçou várias chances claras de gols, inclusive um pênalti.
O técnico Ricardinho repetiu o time do Santa Cruz pela primeira vez nas últimas 13 rodadas. Apostou em um meio de campo reforçado, com Émerson Santos fazendo um papel um pouco mais avançado, atuando mais próximo do único atacante de ofício, Betinho. Também apostando na continuidade, o técnico Sérgio China repetiu a escalação do duelo contra o Sport, com Lúcio na meia e não na lateral-esquerda.
A partida começou com uma boa chance para os tricolores. Guilherme Biteco deu belo passe para Émerson Santos, aos 7 minutos, e o jogador perdeu uma chance cara a cara com o goleiro Luciano - finalizou em cima do arqueiro. O Carcará apostava em descidas pelo lado direito, mas não conseguia finalizar direito. Valdeir tenteou três chutes, todos sem força ou para fora.
Aos 32, Lúcio saiu sozinho na frente de Fred, após passe pelo alto. O jogador tentou encobrir o goleiro, mas não conseguiu, perdendo grande chance. Pouco depois, aos 37, em investida pela direita, Kanu se chocou com o zagueiro coral Alemão dentro da área e se desequilibrou, indo ao chão. O árbitro Marcelo de Lima Henrique marcou pênalti. O zagueiro Rogério Paraíba bateu mal, na trave do lado esquerdo de Fred.
O Carcará inda perderia outra chance com Vitor Caicó, aos 43, após belo lançamento de Rodolfo Potiguar. O jogador chutou muito mal. No segundo tempo, o Salgueiro teve outra grande chance, aos 24. Em uma descida de Marlon, Fred espalmou e Lúcio ficou apenas com Renatinho à sua frente para fazer o gol, mas chutou em cima do lateral tricolor.
Aos 39, foi a vez de Valdeir perder outra boa chance pela esquerda, finalizando mal após cortar Nininho e puxar para dentro da área. Pelo Santa Cruz, as oportunidades vieram de jogadas pelas laterais, mas sem finalizações boas. Nos acréscimos, quase Marcos Tamandaré encobre Fred em um cruzamento, mas o goleiro se recuperou e salvou o placar.

FICHA DO JOGO
Salgueiro 0
Luciano; Marcos Tamandaré, Ranieri, R. Paraíba e Marlon; Vitor Caicó (Berguer), Moreilândia, R. Potiguar, Valdeir (Pio) e Lúcio (Cássio); Kanu

Santa Cruz 0
Fred; Nininho, Alemão, Danny Morais e Tiago Costa (Renatinho); Bileu, Bruninho (Pedro Castro), Biteco (Edson Sitta) e João Paulo; Emerson Santos e Betinho

Local: Cornélio de Barros, em Salgueiro. Árbitro: Marcelo de Lima Henrique. Assistentes: Clóvis Amaral e Fernanda Colombo. Cartões amarelos: Kanu e Rodolfo Potiguar (SA); Alemão e João Paulo (SC). Público: 10.126. Renda: R$ 152.850.

Do JC online

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Postador Paulo Pinto

Aqui você coloca uma descrição do postador exemplo. Oi lá! eu sou um verdadeiro entusiasta Na minha vida pessoal eu gastar tempo com a fotografia, escalada, mergulho e passeios de bicicleta da sujeira.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta