» » » Melhora previsão de chuva para o Nordeste


O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) revisou mais uma vez para baixo a previsão de chuvas para a área de influência dos reservatórios da região Sudeste, os mais importantes do Brasil. Também foram reduzidas as projeções de armazenamento para a região Norte, de 60% para 55% da média de longo termo (MLT). Já a expectativa para as precipitações no Nordeste, que sofre há mais de um ano com a seca, foi elevada, para 31%, acima dos 28% projetados anteriormente. Por fim, para o Sul, agora o operador espera chuvas acima da média histórica, em 107% da MLT, ante os 94% anteriores.
Nordeste, a projeção atual indica que o armazenamento nos reservatórios deve alcançar 21,5% da capacidade, acima dos 20,2% sinalizados semana passada e dos 18,73% anotados na quinta.
No Sudeste, agora, a expectativa para o fim de fevereiro é de que as precipitações correspondam a 80% da média histórica, abaixo dos 85% estimados na semana passada. 
O volume de chuvas previsto permitirá que os nível de armazenamento se recupere em todos os subsistemas até o fim do mês. De acordo com o ONS, os reservatórios do Sudeste/Centro-Oeste devem encerrar o mês com 43,6% de sua capacidade, abaixo dos 44,5% estimados anteriormente, mas acima dos 39,38% observados na quinta. Já na região Norte, o nível de armazenamento deve chegar a 26%, abaixo dos 28,1% calculados na revisão anterior e superior aos 24,97% de quinta-feira. 
O ONS também fez um leve ajuste em sua previsão de carga no Sistema Interligado Nacional (SIN) para fevereiro, passando a estimar 69.470 MW médios, o que corresponde a um aumento de 1,8% ante o verificado no mesmo mês de 2016. Na prática, o operador praticamente retomou a previsão anunciada inicialmente, elevando ligeiramente os números em relação aos 69.425 MW médios anotados semana passada (+1,7%). 

Na revisão, o operador reduziu a expectativa de demanda para o principal centro de carga, o Subsistema Sudeste/Centro-Oeste, estimando agora 40.718 MW médios no mês, alta de 1% na base anual (a projeção anterior apontava para alta de 1,3%). As demais regiões tiveram os números revistos para cima: a previsão para a região Sul é de alta na carga de 0,8%, ante aumento de 0,6% indicado na semana passada. O Nordeste deve apresentar crescimento 6,8% na carga, acima dos 6,6% da previsão anterior.

Foto divulgação
Do JC

Postador Paulo Pinto

Aqui você coloca uma descrição do postador exemplo. Oi lá! eu sou um verdadeiro entusiasta Na minha vida pessoal eu gastar tempo com a fotografia, escalada, mergulho e passeios de bicicleta da sujeira.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta