» » » A ESCOLA MORAIS E SILVA OFICIALMENTE ACABOU EM MAIO DESTE ANO


A tradicional Escola Estadual Morais e Silva que teve suas atividades escolares encerradas em janeiro de 2012, para o lamento de milhares de ex-alunos que por ela passaram e foram educados para o mundo e para a vida, só foi oficialmente extinta em maio deste ano, por meio da Portaria SE E nº 2893 de maio de 2017 publicada no Diário Oficial.
Mito se estranha que o mesmo fato aconteceu com a Escola Estadual Padre Adauto Nicolau Pimentel que teve suas atividades escolares encerradas em janeiro de 2016 e que só agora, no mesmo dia teve sua Portaria SE E nº 2894 de maio de 2017 também publicada no Diário Oficial.
Como se explica uma ação dessas? Por que publicar uma portaria extinguindo uma escola anos depois de a mesma ser dada como fechada? O que acontece nos bastidores da educação de Pernambuco?
No caso da Escola Padre Adauto Nicolau Pimentel, que por conhecidencia, a portaria saiu logo após a liberação dos recursos para a construção da quadra coberta, que teve inclusive a placa indicativa com erros gravíssimos de datas de começo e fim da obra, o atraso da publicação foi de pouco mais de um ano, enquanto que a Escola Morais e Silva o atraso foi de pouco mais de quatro anos.

Erro do sistema? Incompetência da Educação de Pernambuco? Existe algo por trás desses atrasos?

Imagens da internet (escola) e Diário Oficial (portarias)


Postador Paulo Pinto

Aqui você coloca uma descrição do postador exemplo. Oi lá! eu sou um verdadeiro entusiasta Na minha vida pessoal eu gastar tempo com a fotografia, escalada, mergulho e passeios de bicicleta da sujeira.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta