» » » PEDIATRA DO HOSPITAL REGIONAL DE LIMOEIRO SOME DURANTE O PLANTÃO


O destaque de hoje no Hospital Regional José Fernandes Salsa em Limoeiro, mas precisamente no consultório da pediatria foi justamente o sumiço do médico pediatra Ismael. Cheguei com minha filha recém nascida por volta das 09:30 conforme prontuário e mais de uma hora depois o médico simplesmente não tinha aparecido.
Os pais das crianças que ali estavam já inconformados com a situação começavam a cobrar providencias.
As enfermeiras, que, diga-se de passagem, nos trataram com uma educação impecável, aliás, sempre que preciso ir ao hospital de Limoeiro sou bem atendido pelos diversos profissionais que lá prestam serviços, pois bem as enfermeiras  nos relatou que ele saiu e disse que voltava logo, deixou inclusive o celular no consultório.
Segundo um dos vigilantes, ele foi visto do lado de fora com um representante de laboratório.
Fomos procurar a Dra. Elizabete, diretora do hospital e nos informaram que ela só vem nas segundas.
Foi preciso chamar o Dr. Fernando Verçosa para assumir os atendimentos.
Engraçado que durante audiência pública na Câmara Municipal, a diretora do hospital disse que isso não acontecia que fiscalizava diariamente isso e aquilo e, no entanto crianças são deixadas nos bancos de espera da emergência enquanto o médico plantonista passeia.

Estou falando de crianças, recém nascidos que ali se encontravam.



Imagens Aqui Notícia

Postador Paulo Pinto

Aqui você coloca uma descrição do postador exemplo. Oi lá! eu sou um verdadeiro entusiasta Na minha vida pessoal eu gastar tempo com a fotografia, escalada, mergulho e passeios de bicicleta da sujeira.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

5 comentários:

  1. Q médico irresponsável ...deixar crianças recém nascida esperando... e vai andar...muita falta de irresponsabilidade

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente com você.
    Obrigado por participar do nosso blog. Fique sempre a vontade

    ResponderExcluir
  3. Acho que isso deveria ter alguma justificativa.
    Isso não deve ocorrer dentro de um hospital e ainda mais com crianças sendo prejudicadas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A prova é tanta que quando fui falar na direção e avisaram que não tinha ninguém pra responder, mandaram logo a enfermeira chefe buscar outro médico que estava de plantão em outro setor.
      Até hoje o hospital não se pronunciou sobre o caso e o pior é que na madrugada do dia seguinte aconteceu a mesma coisa com uma outra criança.

      Excluir