» » » Vitória de Santo Antão recebe a 2º Mostra de Cinema

A Segunda Mostra de Cinema da Vitória de Santo Antão acontecerá de 20 a 26 de agosto e tem incentivo do Governo do Estado através do 10º Edital do Programa de Fomento à Produção Audiovisual de Pernambuco (FUNCULTURA).
Ao todo, 39 produções compõem a grade de exibições, dividida em seis eixos temáticos de curtas: “Plurais”, “(Re)construções”, “Não Andamos Sozinhas”, “Contragolpes”, “Passagens” e “Vozes pra Dizer o que se Cala”; a Sessão Especial CASE; uma Sessão Infantil; a Sessão Especial Katia Mesel; e quatro longas-metragens: “Amor Maldito” (dir. Adélia Sampaio, 1984), “Arábia” (dir. Affonso Uchoa; João Dumans, 2018), “Modo de Produção” (dir. Déa Ferraz, 2017) e a Sessão Especial Agnès Varda, com o filme “Jacquot de Nantes” (1991).
Dos curtas-metragens, quatro são os convidados especiais: “Fazenda Rosa” (dir. Chia Beloto); “Próxima” (dir. Luiza Campos); “Travessia” (dir. Safira Moreira) e “Entremarés” (dir. Anna Andrade).
       Além da Sessão Especial CASE (no Centro de Atendimento Socioeducativo – CASE Vitória – Pacas, zona rural), que aconteceu no dia 14/08, e das exibições no Silogeu Professor José Aragão, teremos na programação as oficinas: “Introdução à Preservação Audiovisual”, ministrada por Igor Calado, e “Para além do teste Bechdel: representação da mulher no cinema”, ministrada por Carol Almeida; e uma mesa redonda intitulada “As ações das Mulheres no audiovisual de Pernambuco”, que acontecerá na Escola Antônio Dias Cardoso e contará com as presenças de Aurora Jamelo, Cíntia Lima, Carol Almeida (mediação), Hevelyne Figueirêdo e Nathália Gomes.
Saiba mais sobre cada uma das sessões e ações acessando as outras páginas do site: https://mostravitoria.com/programacao/
A Mostra de Cinema da Vitória de Santo Antão – aconteceu pela primeira vez entre os dias 14 e 17 de abril de 2016 no interior do Estado de Pernambuco, através do 8º Edital do Programa de Fomento à Produção Audiovisual de Pernambuco − Funcultura 2014/2015.
A proposta curatorial da primeira edição teve como eixo cinemas de rua, na intenção de fortalecer políticas culturais públicas direcionadas para esse âmbito, entendendo o cinema como um espaço de formação e resistência. Como debate, foi levantada a questão sobre a cidade e o cinema (espaços de exibição),  com o Cine-teatro Iracema sendo lembrado na arte do evento e na mesa de debate.

Fonte: www.avozdavitoria.com/

Postador Paulo Pinto

Aqui você coloca uma descrição do postador exemplo. Oi lá! eu sou um verdadeiro entusiasta Na minha vida pessoal eu gastar tempo com a fotografia, escalada, mergulho e passeios de bicicleta da sujeira.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta